Home » » Gigante chinesa quer vender mais celulares do que Apple ainda em 2018

Gigante chinesa quer vender mais celulares do que Apple ainda em 2018

NF sábado, 21 de julho de 2018 | 09:39:00



A marca de 200 milhões de unidades vendidas é um número alto, sem dúvida, mas para termos a real dimensão do seu significado, basta dizer que a Apple vendeu 215 milhões de smartphones em 2017.

Se a meta realmente for alcançada, a Huawei ficará muito próxima da Apple, atual segunda colocada na venda de smartphones em todo o mundo, podendo até assumir o posto ainda neste ano.

Um fator que pode acelerar a ultrapassagem dos chineses é uma possível oscilação na venda de smartphones da Apple, como ocorreu neste ano - 2018 começou com notícias de queda na venda de aparelhos, o que se reverteu nos meses seguintes.

Aqui, vale um lembrete: a fabricante norte-americana comercializa aparelhos em 24 países, segundo dados que constam em seu próprio site, e atua em um segmento de mercado mais restrito, com produtos de alto valor agregado.

Já a Huawei tem atuação mais pulverizada - a marca afirma estar presente em 170 países, ainda que não venda celulares em todos eles, como no Brasil -, além de produtos que cobrem uma faixa de preço consideravelmente mais abrangente.

O que impressiona nisso tudo é que a Huawei mostra um grande poder, mesmo que tenha todo tipo de problemas para atuar nos Estados Unidos, como as acusações de espionagem.
Parte do sucesso, porém, vem de uma "lição de casa" bem feita: a marca lidera a venda de smartphones no cobiçado mercado chinês, com 19% de participação. Ela está à frente de Oppo (18%), Vivo (17%), Xiaomi (12%) e Apple (11%). Os dados são da consultoria asiática Counterpoint Research, especializada em tecnologia.

Se superar a Apple, o próximo passo da Huawei terá que ser um pouco mais longo: a líder global na venda de smartphones é a Samsung, que fechou 2017 com mais de 317 milhões de aparelhos comercializados. Será que a empresa tem esse fôlego?


Fonte: Uol



Curta nossa Página

SHARE

About NF

0 comentários :

Postar um comentário