Home » » Fortaleza tem segundo dia de ataque a ônibus e prédios

Fortaleza tem segundo dia de ataque a ônibus e prédios

NF sábado, 28 de julho de 2018 | 18:09:00



Um novo ataque incendiário contra ônibus do transporte público ocorreu na tarde deste sábado (28) em Fortaleza. Um veículo foi destruído na Rua Joaquim Martins, no Bairro Passaré. Os criminosos bloquearam a via, obrigaram os passageiros a descer e arremessaram coquetel molotov no ônibus. No Bairro Edson Queiroz, artefatos incendiários foram arremessados em uma agência bancária. Não há relatos de pessoas feridas.


Conforme o tenente da Polícia Militar Leandro Salazar, uma equipe vai permenecer no local.

Fortaleza sofre uma onda de ataques contra prédios públicos e a frota de ônibus desde a madrugada de sexta-feira (27), quando um bando arremessou um coquetel molotov no pátio do Detran e incendiou cerca de 150 motocicletas.

Nove ônibus foram destruídos em Fortaleza desde a sexta-feira e um em Horizonte, na Região Metropolitana.

A Secretaria de Segurança Pública reforçou a segurança nas áreas onde estão ocorrendo os crimes. A pasta não divulgou a motivação dos crimes.

Resumo dos ataques

- Fortaleza tem onda de ataques a ônibus e prédios públicos

- Nove ônibus destruídos em Fortaleza

- Um ônibus destruído em Horizonte, na Grande Fortaleza

- Ataques ao transporte público nos bairros de Fortaleza Álvaro Weyne e Jacarecanga; as chamas foram controladas antes que destruíssem os veículos

- Disparos de arma de fogo na agência dos Correios, no Bairro Jacarecanga; no prédio do Detran do Bairro São Gerardo; e na sede da Secretaria
- Municipal de Segurança Cidadã, no Bairro Vila União

- Coquetéis molotov foram arremessados na Regional IV, da Prefeitura de Fortaleza, no Bairro Serrinha; o fogo não se alastrou pelo prédio

- Coquetel molotov arremessado contra uma agência bancária, no Carlito Pamplona

- Mais de 150 motocicletas incendiadas no pátio do Detran em Fortaleza

Linhas suspendem circulação


Cinco linhas que foram alvo de ataques criminosos na sexta suspenderam a circulação de veículos neste sábado; elas fazem rota pela periferia da capital cearense, onde ocorrem os crimes.

Em nota,o Sindiônibus acrescentou que está trabalhando, juntamente com a Etufor e a Secretaria da Segurança Pública, para "restabelecer a total normalidade na operação de transporte coletivo".

As linhas que suspenderam a circulação são:

122: Antônio Bezerra/Álvaro Weyne
393: Miguel Arraes/Siqueira
610: Cidade dos Funcionários/Conjunto Alvorada
640: Conjunto Alvorada/Messejana
820: Papicu/Conjunto Alvorada
Suspeitos identificados

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que três suspeitos de participarem dos crimes foram identificados.

Dois homens foram conduzidos para a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) suspeitos de participar dos ataques a ônibus. No entanto, eles foram liberados em seguida, por não ter sido caracterizada situação de flagrante.

A polícia não confirmou a motivação para os ataques. Segundo o levantamento do Sindiônibus, os veículos foram incendiados por "criminosos residentes na região do Alvorada", periferia da capital cearense.

A Secretaria da Segurança Pública acrescentou que o policiamento ostensivo foi reforçado nas regiões atingidas pelos ataques. A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) investiga as motivações dos crimes.


G1



Curta nossa Página

SHARE

About NF

0 comentários :

Postar um comentário