quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Homem que esfaqueou Bolsonaro é defensor de teorias da conspiração e do comunismo



Adelio Bispo de Oliveira, o homem que esfaqueou Bolsonaro (PSL) em sua caminhada com apoiadores pelas ruas de Juiz de Fora, Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (6), é obcecado pela maçonaria, a quem acusa, em sua página nas redes sociais da internet, de promover a pauta de direitos LGBTs, perseguir o número 13 e “enlouquecer” as pessoas.


Postagens sobre a maçonaria e críticas a Jair Bolsonaro tomam a sua página no Facebook, onde ele também defende a implantação do comunismo no Brasil. Adelio Bispo, 40 anos, é natural de Montes Claros, Minas Gerais. Ele confessou o crime e foi preso em flagrante, informou a Polícia Militar.



Fonte: Ultimo Segundo



Curta nossa Página


Nenhum comentário:

Postar um comentário