sábado, 8 de setembro de 2018

Dívida pública deve ultrapassar 80% do PIB em 2020, prevê governo



A dívida bruta deverá ultrapassar 80% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, estimou o governo federal na proposta orçamentária de 2019 enviada ao Congresso Nacional.

Em julho, a dívida bruta, utilizada nas comparações internacionais, somava 77% do PIB. Mas o conceito não leva em conta os ativos dos países (no caso do Brasil, as reservas internacionais, que estão acima de US$ 370 bilhões).

Pelo conceito líquido, que contabiliza as reservas cambiais, a dívida somou 52% do PIB em julho.

Critério do FMI

A estimativa da equipe econômica para a dívida bruta nos próximos anos também não considera os títulos públicos na carteira do Banco Central, ao contrário do critério utilizado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Esses títulos são utilizados para regular a quantidade de recursos disponíveis no mercado e, com isso, fazer com que a taxa básica de juros da economia fique no patamar que o BC deseja para atingir as metas de inflação. Atualmente, a taxa Selic na mínima histórica de 6,5% ao ano.

Pelo critério utilizado pelo FMI, que engloba os títulos que estão com o BC, o endividamento brasileiro deverá atingir um patamar ainda mais elevado, somando 92,7% do PIB em 2020.





Curta nossa Página


Nenhum comentário:

Postar um comentário