sábado, 15 de setembro de 2018

Coordenador da Lava Jato critica ato de Gilmar Mendes: “Atropelo procedimental”



Coordenador da Força Tarefa da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol criticou o Habeas Corpus concedido pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, autorizando a libertação do ex-governador do Paraná Beto Richa.

“Li a decisão. HC de ofício, sem livre e prévia distribuição, viola o juiz natural. Atropelo procedimental, como foi a decisão de Toffoli suspendendo o caso de Mantega liminarmente, sem aguardar as informações do juiz, quando não havia perigo de demora demonstrado”, criticou Deltan.








Curta nossa Página

Nenhum comentário:

Postar um comentário