quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Quase 100 agentes de segurança pública foram mortos no RN nos últimos 8 anos



Quase 100 agentes de segurança pública foram assassinados no Rio Grande do Norte dentro de um período destes últimos oito anos. Os dados também são do Observatório da Violência (OBVIO). O levantamento da entidade sobre vitimização da categoria no estado compreende janeiro a julho de 2011 à 2017 e até 16 de agosto de 2018. Segundo o Obvio, no período levantado entre 2011 e 2014 foram 39 casos, contra 60 entre 2015 e 2018.

Os números do Observatório detalham que em 2011 foram duas mortes, seguidas de 17 em 2012, dez em 2012 e mais dez em 2014. Já em 2015, ainda conforme o Obvio, foram dez casos, contra outros dez em 2016, 20 em 2017 e mais 20 em 2018.

As estatísticas da entidade revelam que policiais militares da ativa são os principais alvos. Entre 2011 e 2014, do total de ocorrências, 21 vitimaram PMs da ativa, contra cinco aposentados; quatro policiais civis da ativa; cinco guardas municipais; dois agentes penitenciários estaduais e dois federais.

E entre os anos de 2015 e 2018, a tendência de assassinatos de PMs da ativa se manteve, ainda conforme dados do Obvio. Foram 37 vítimas com esse perfil; contra 12 PMs aposentados; quatro policiais civis da ativa; um guarda civil municipal; dois agentes penitenciários estaduais e um federal; e dois policiais civis aposentados; e um guarda de trânsito.


Fonte: Jornal de Fato



Curta nossa Página


Nenhum comentário:

Postar um comentário