quarta-feira, 25 de julho de 2018

Styvenson busca candidatura independente para as eleições deste ano



O capitão Styvenson Valentim continua mantendo conversas com alguns partidos, antes de decidir se irá mesmo disputar uma vaga no Senado Federal nas eleições de 2018. Em pesquisa do Ibope, divulgada pelo jornal Tribuna do Norte no último final de semana, o nome do policial aparece em terceiro lugar, com 19% das intenções de votos, atrás do senador Garibaldi Filho, do MDB, com 24% e do ex-senador Geraldo Melo (PSDB), com 22%.

Em entrevista nesta quarta-feira (25) ao programa RN Acontece, o capitão Styvenson afirmou que o melhor para ele seria uma candidatura independente. “Infelizmente, não posso caminhar sozinho, avulso. Isso até já foi discutido pelo STF”, lembrou. Segundo o policial, os partidos políticos são empresas privadas, que detêm o monopólio de direcionar quem vai ser o candidato. O povo, que vota, não tem poder de nada”, lamentou.

Conhecido no Estado do RN, especialmente após sua atuação na Operação Lei Seca, Styvenson Valentim vem sendo cotado há alguns anos para disputar um cargo eletivo. No entanto, ele nunca chegou a disputar uma eleição e também não se filiou a qualquer partido. De acordo com a lei eleitoral, por ele ser militar, a filiação a um partido político pode ser feita até as convenções partidárias.

O Policial confirmou estar disposto a concorrer ao pleito deste ano, porém, disse ainda não ter encontrado um partido que aceite suas condições e lhe dê liberdade para falar o que quiser, dentro da legalidade, para agir em benefício da população e não do partido e para fazer a legislação atuar no ambiente público. “Para entrar nesse jogo e nessa caminhada política, é preciso ter cuidado na escolha”, frisou.

Capitão Styvenson disse não ter pretensões de apoiar candidaturas ao governo e ao Senado. “´É justo fazer um trabalho, ter uma vida regrada, ter um desempenho, uma eficiência, ser honesto, sofrer cadeia e perseguição e chegar até aqui, com apoio da população, e transferir tudo isso para alguém que nunca fez nada?”, questionou.

Confira o vídeo:







Curta nossa Página

Nenhum comentário:

Postar um comentário