terça-feira, 31 de julho de 2018

Ceará tem 4 delegacias atacadas em série de atos criminosos nos últimos 5 dias



O 35º Distrito Policial, no Bairro Curió, em Fortaleza, foi atigido por diversos disparos de arma de fogo na madrugada desta terça-feira (31), quinto dia seguido de ataques criminosos contra ônibus e prédios públicos no Ceará. Oito foram presos suspeitos de participar das mais de 30 ações contra prédios e ônibus desde sexta-feira (27).

Este foi o quarto ataque contra delegacias do estado. Ainda nesta madrugada, pelo menos seis carros foram queimados por criminosos no pátio do 20º Distrito Policial, em Maracanaú, Região Metropolitana.

Pelo menos 16 ônibus foram incendiados e 15 prédios públicos foram alvos de ataques na Grande Fortaleza nos últimos cinco dias.

Outra delegacia de Maracanaú já tinha sido alvo dos bandidos. Nesta segunda-feira (30), uma granada foi deixada na entrada do 28º Distrito Policial, no Parque Piratininga. Já na sexta-feira, a unidade policial de Chorozinho foi atingida por tiros.

De acordo com o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, os atos são uma reação de criminosos após a morte de três suspeitos de integrarem uma facção criminosa. As mortes ocorreram quando os chefes de facção trocaram tiro com policiais.
Fogo destruiu carros que estavam apreendidos no pátio da delegacia em Maracanaú. (Foto: Reprodução/TVM)
Fogo destruiu carros que estavam apreendidos no pátio da delegacia em Maracanaú. (Foto: Reprodução/TVM)

Ataques da madrugada
Os ataques contra o 35º e 20º distritos policiais ocorreram, aproximadamente, no mesmo horário, por volta das 2h desta terça. Segundo a polícia, uma quadrilha passou pelo 20º DP em um veículo e arremessou artefatos incendiários de fabricação caseira contra a delegacia. O fogo atingiu um carro e logo se alastrou para os demais veículos do pátio.


O Corpo de Bombeiros foi chamado ainda na madrugada para controlar o incêndio. Os bombeiros utilizaram jatos de água para apagar as chamas e evitar que o fogo atingissem outros veículos que estavam no local. Pelo menos seis carros ficaram completamente destruídos, de acordo com a polícia.

Mais de 40 tiros
Já no Curió, homens armados passaram pela Avenida Professor José Arthur de Carvalho e dispararam contra a delegacia. No momento do ataque, dois policiais civis estavam no e se protegeram no interior da unidade.

Um dos agentes comentou que a polícia suspeitava que a delegacia pudesse ser alvo dos bandidos. Por isso, os carros apreendidos que ficam no pátio foram transferidos para a parte interna do prédio.

Cápsulas foram apreendidas pela polícia após ataque contra delegacia em Fortaleza.  (Foto: Anézia Gomes/TVM)
Cápsulas foram apreendidas pela polícia após ataque contra delegacia em Fortaleza. (Foto: Anézia Gomes/TVM)

Os disparos atingiram toda a fachada da delegacia, que ficou com diversas marcas de balas. A polícia disse que foram, pelo menos, 40 tiros. Ninguém ficou ferido. A polícia apreendeu diversas cápsulas deflagradas que ficaram no entorno da unidade.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o crime. Policiais realizaram buscas durante a madrugada, mas não localizaram os suspeitos.

Onda de violência
Além dos ônibus, foram atacados prédios públicos e privados, como secretarias, agências bancárias e dos Correios, e sede da prefeitura nos cinco dias de violência.

Três homens foram presos em flagrante por relação com os atos de vandalismo em Fortaleza. Outras sete pessoas foram capturadas, mas liberadas posteriormente por falta de provas para manter a prisão.


G1



Curta nossa Página


Nenhum comentário:

Postar um comentário