sábado, 21 de julho de 2018

Alvo de presidente, Igreja Católica convoca oração do exorcismo na Nicarágua



Um dia depois de ser acusada de golpista pelo presidente nicaraguense, Daniel Ortega, a Igreja Católica convocou fiéis de todo o país a jejuar e a rezar a oração do exorcismo nesta sexta-feira (20).

No início da tarde, fiéis lotaram a igreja da Divina Misericórdia, em uma zona nobre da capital Manágua , para acompanhar a primeira missa no local desde o ataque de paramilitares no último fim de semana, com um saldo de dois estudantes mortos.

“Essas balas nas paredes também atingiram Cristo”, disse, durante o sermão, o padre Erick Alvarado, 38, que estava na igreja durante o cerco, que durou 15 horas.

No fim da missa, o sacerdote proferiu a Oração a São Miguel Arcanjo, que termina com os versos: “Precipitai ao inferno a satanás e a todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas”.

Escrita pelo papa Leão 13 (1810-1903) após uma visão na qual demônios desafiavam Deus, a oração foi escolhida pela Conferência Episcopal da Nicarágua (CEN), que também exortou os católicos a jejuarem por um dia.

A crescente tensão entre o governo esquerdista e a igreja diminui as chances do reinício da mesa de diálogo, que era mediada pela CEN e está suspensa desde o final de junho.

A CEN se tornou uma das mais ferozes críticas contra Ortega, cuja repressão a protestos oposicionistas deixaram ao menos 360 mortos desde o início das manifestações, em abril, segundo a Associação Nicaraguense Pró-Direitos Humanos (ANPDH).

O presidente nicaraguense, por sua vez, acusa a CEN de ter adotado uma postura parcial ao passar a apoiar a antecipação da eleição presidencial, hoje marcada para o fim de 2021.

Em discurso durante a celebração do 39º aniversário da Revolução Sandinista, na quinta-feira (19), Ortega chamou os bispos de golpistas ao apoiarem “seitas satânicas”, em alusão a movimentos oposicionistas, que, segundo o mandatário, precisam ser exorcizados.

Dentro da igreja, os sinais da violência eram visíveis nas paredes externas e internas marcadas por tiros, aparentemente de grosso calibre. Três acertaram uma imagem de Jesus Cristo pendurada na parede.


Fonte: Folha



Curta nossa Página

Nenhum comentário:

Postar um comentário