[Notícias Recentes][6]

Brasil
Caicó
Ciência
Curioso
Entretenimento
Esporte
Mundo
Nordeste
PB
Política
RN
Saúde
Seridó
Tecnologia

Apostas em jogos de futebol dão prejuízo de milhões e atingem Paraíba



Reportagem especial do Trivela, publicada nesta terça-feira (9), revela o número alarmante de redes de apostas ilegais que têm atingido a região Nordeste, com foco em resultados do Campeonato Brasileiro da Série A.


Em caso recente, uma série de resultados em uma rodada do Campeonato “quebrou” as apostas e causou prejuízos de milhões, ecoando inclusive na Paraíba.

Segundo a reportagem, este mercado informal estabelece-se em bancas físicas nas ruas do Nordeste e por meio de vendedores ambulantes, que promovem páginas hospedadas no Brasil. Após acessar o site ou consultar a banca, o apostador escolhe em quais jogos quer investir, tendo ao seu dispor um cardápio variado de opções: do simples resultado ao número de gols ou até escanteios. Com um bilhete gerado, o “cliente” dirige-se até um cambista, que fica responsável por validar a aposta e receber o dinheiro. Boa parte dessas bancas também atua no jogo do bicho – outra prática proibida pela legislação brasileira.

Um entrevistado paraibano, revelou à reportagem a aposta feita no dia 12 de julho, que resultou na “quebra das bancas” que promoviam o jogo. Todos os visitantes da 13ª rodada do Campeonato venceram seus jogos, e com isso centenas de apostadores que apostaram no caso (que apesar de não corriqueiro, é uma aposta previsível), ganharam milhões de reais. O fato é que, nenhuma das bancas pagou aos apostadores, e nenhum deles pode requerer a autoridades policiais, já que o jogo é ilegal.

“Nunca ganhei nada com aposta, tanto que apostei tudo nas zebras. Quando parece que vou ganhar, parece que não vou levar. O dono da minha banca sumiu. Joguei R$ 50 e o retorno é R$ 6.540. Parece que só na banca que joguei, o prejuízo é de R$ 1 milhão. Espero que ele apareça e me pague, já dei muito lucro a ele”, declarou um ganhador da Paraíba.

A Polícia já iniciou operações para conter a prática no Ceará e Bahia, com registros de apreensões e prisão de grupos criminosos. Confira mais detalhes na reportagem do Trivela.

Via Mais Patos




Curta nossa Página

Start typing and press Enter to search