[Notícias Recentes][6]

Brasil
Caicó
Ciência
Curioso
Esporte
Mundo
Nordeste
PB
Política
RN
Saúde
Seridó
Tecnologia

“Se a JBS delatar, será o fim da República”, disse Eduardo Cunha

anigif-fgcell

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) se mostrou ‘apreensivo’ esta semana com a possibilidade de vazamento do teor das delações dos executivos do Grupo JBS. Em conversa com interlocutores, ele afirmou que “se a JBS delatar, será o fim da República”.


Condenado a 15 anos e quatro meses de prisão na Operação Lava Jato, o peemedebista está recolhido no Complexo Médico Penal de Pinhais, nos arredores de Curitiba, desde outubro de 2016, por ordem do juiz federal Sérgio Moro.

Cunha também comentou a interlocutores que as delações da empreiteira Odebrecht seriam ‘pequenas causas’ se comparadas ao teor das revelações dos controladores do Grupo JBS.

O ex-parlamentar não comentou se estaria envolvido em esquemas de corrupção com os novos delatores. Estadão




Curta nossa Página

Start typing and press Enter to search