segunda-feira, 29 de maio de 2017

Pernambuco tem 30 mil desabrigados ou desalojados por conta das últimas chuvas

anigif-fgcell

Com as chuvas que castigaram o Estado neste final de semana, cerca de 30 mil pessoas ficaram desalojadas e desabrigadas, no interior pernambucano. A região mais afetada é a Zona da Mata Sul.


As cidades com mais estragos, de acordo com a assessoria da Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Pernambuco (Codecipe), são Rio Formoso, que ultrapassou os 300 mm de precipitação, e Belém de Maria.

Ao todo, 14 cidades decretaram estado de calamidade. Já no Agreste pernambucano, as fortes chuvas deixaram duas pessoas mortas em Lagoa dos Gatos e outras duas desaparecidas, em Caruaru.

De acordo com informações da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) nesta segunda-feira (29), o sistema meteorológico que causou os danos no Estado perde força, mas no Grande Recife e na Zona da Mata as precipitações seguirão em intensidade de fraca a moderada.

Ainda nesta manhã, o presidente da Compesa Roberto Tavares disse que os níveis de água subiram nas barragens de Bitury e do Prata, no Agreste.

Confira abaixo as 14 cidades em estado de calamidade:

Amaraji
Água Preta
Barra de Guabiraba
Barreiros
Belém de Maria
Catende
Cortês
Jaqueira
Maraial
Palmares
Ribeirão
Rio Formoso
São Benedito do Sul
Gameleira

DO JC



Curta nossa Página