terça-feira, 18 de abril de 2017

Policiais contrários à reforma da previdência invadem Congresso Nacional e entram em confronto

anigif-fgcell

Alguns líderes da manifestação entraram no Congresso para negociar com a polícia legislativa e dar um fim da tentativa de invasão.



Policiais civis contrários à reforma da Previdência invadiram agora há pouco o Congresso pela entrada da chapelaria, principal acesso à Câmara e ao Senado. São policiais de cinco estados (Minas Gerais, Ceará, Paraná, Espírito Santo e Santa Catarina) que tentam impedir qualquer avanço da reforma da Previdência. Houve confronto e os manifestantes foram contidos com gás lacrimogênio e spray de pimenta. Ainda é forte o cheiro dessas bombas. Com a confusão, a porta de vidro que dava acesso a chapelaria acabou quebrada.

Por medida de segurança, parlamentares foram impedidos de transitar pela chapelaria. No momento, os sindicalistas também bloqueiam o acesso aos salões Verde e Negro. Eles fizeram uma espécie de abraço ao Congresso. Alguns líderes da manifestação entraram no Congresso para negociar com a polícia legislativa e dar um fim da tentativa de invasão. Não há relatos de feridos.

Hoje (18) pela manhã o relator Arthur Maia (PPS-BA) apresentou para deputados da base aliada um resumo de seu parecer em café da manhã no Palácio do Planalto.

Confira vídeo:




Curta nossa Página: Clique aqui