Ultimas
Aguarde..

Projeto Colmeia Potiguar irá tratar as abelhas capturadas pelo Corpo de Bombeiros no RN

anigif-fgcell


O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) em parceria com a Universidade Federal do RN (UFRN) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (EMPARN) lançam a partir das 14h, desta terça-feira (11), no stand do SEBRAE, no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, o Projeto Colméia Potiguar, que tem como objetivo o tratamento e melhoramento genético dos enxames de abelhas que são capturados nas áreas urbanas.

De acordo com a Coordenadoria de Informações Estatísticas (COINE) da Secretaria de Estado da segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), de janeiro a agosto foram registradas somente da região Metropolitana de Natal 777 ocorrências de capturas de insetos, sendo este o tipo de ocorrência que lidera o ranking de serviços realizados pelos bombeiros no RN.

Por meio Projeto Colméia Potiguar, que funcionará em uma fazenda da Emparn, no Jiqui, todas abelhas capturadas serão tratadas e alimentadas por pesquisadores. Inicialmente o projeto atenderá a 50 enxames, sendo 20 para pesquisas e 30 para distribuição para apicultores no estado. Também há previsão para que no futuro o mel produzido por estas abelhas sejam doadas para associações que atuam na defesa e estudos destes animais.

Participam como expositores do projeto o comandante da Seção Independente de Defesa Ambiental do Corpo de Bombeiros (SIDAM), o capitão Jonas Alves, e a professora da Escola Agrícola de Jundiaí, Gunthinea Lira, que tem doutorado na área apícola.

Sesed