Ultimas
Aguarde..

Galinha Pintadinha: a marca milionária que começou por acaso

anigif-fgcell


São Paulo – Pais e mães do Brasil inteiro conhecem bem esta marca: sucesso absoluto entre as crianças, a Galinha Pintadinha já teve 4 bilhões de visualizações em seu canal no Youtube e hoje movimenta mais de 300 milhões de dólares em produtos licenciados.

Porém, o que pouca gente sabe é que essa história de sucesso começou quase que por acaso.

O fundador Juliano Prado conta que ele e seu sócio Marcos Luporini estavam com dificuldade para conseguir investimento e continuar o que antes era apenas um projeto pessoal. Um dia, um amigo da dupla pediu o arquivo em vídeo para apresentar numa emissora de TV.

“Como não conseguimos gravar em DVD, resolvemos subir o clipe no Youtube para que ele pudesse ter acesso. Íamos apagar logo depois, mas acabamos esquecendo o clipe lá”, lembra Prado.

A emissora não se interessou pelo produto. Porém, seis meses depois o vídeo tinha 500 mil visualizações no Youtube. “Foi quase por acaso. Vimos que as pessoas gostavam e pediam novos clipes”, conta. O empreendedor lembra que na época, em 2006, praticamente não havia conteúdo profissional no Youtube.

“Ficamos inclusive com medo de que colocar na internet pudesse nos prejudicar na hora de crescer. Mas aconteceu justamente o contrário”, conta.

Força do online

Foi o estalo para a marca deslanchar. Depois do sucesso do primeiro vídeo, em vez de continuar esperando por patrocinadores ou pela aprovação de emissoras de TV, os sócios decidiram investir por conta própria na gravação do primeiro DVD da marca.

Com 15 mil reais e muita boa vontade de todos os envolvidos na produção, eles conseguiram lançar a coletânea de forma independente em 2008. Desde então, a marca já lançou outros três DVDs. Só no Youtube são 7 milhões de visualizações diárias.

A marca tem apostado em reforçar sua presença online e tem seus clipes disponíveis em cerca de 15 canais na internet (além do Youtube, está na Netflix e Now, por exemplo).

Em dez anos de história, nunca teve um programa na televisão.

Música brasileira

Além dos vídeos, em 2012 a Galinha Pintadinha passou a faturar também com produtos licenciados. Hoje são 900 itens, que incluem material escolar, bonecos, itens de higiene, decoração de festas etc.

No total, os produtos licenciados da marca movimentam um montante de 300 milhões de dólares, dos quais a empresa de Prado fica com cerca de 2%. “Estamos em 89º lugar no ranking global das marcas licenciadas, com o agravante de que não temos programa na TV, algo raro nesse meio”, afirma o empreendedor.

Para Prado, o sucesso dos vídeos é fruto de uma conjunção de fatores. O primeiro deles é o fato de a empresa ter aproveitado o início do da febre pelos vídeos na internet.

“A gente tem um produto que, meio sem querer, estava bem adaptado a esse universo digital. Na época era só um projeto que a gente estava botando no ar e vendo no que dava. Tem a ver com essa mudança de paradigma. Somos uma produtora de fundo de quintal que concorre com grande empresas”, afirma.

Outro fator, segundo Prado, é que a Galinha Pintadinha trabalha com músicas brasileiras. “A música brasileira é muito rica. Nosso primeiro DVD é feito apenas com músicas nacionais de domínio público, até por uma questão de custo. A gente pegou essas musicas que já tinham sido muito regravadas e pela primeira vez incluímos um desenho animado. Aí juntou a força da música nacional com a novidade do formado digital.”

Futuro

A Galinha Pintadinha também está fazendo sucesso no exterior. O canal do Youtube em espanhol já soma 2,5 bilhões de visualizações. Há ainda conteúdos traduzidos para o inglês.

Agora, a marca trabalha na tradução para mais cinco línguas: italiano, francês, alemão, japonês e chinês.

Outro produto a ser lançado no ano em que a marca comemora dez anos é a Galinha Pintadinha Mini. “É uma série com histórias, um pedido antigo dos fãs”, explica Prado. Serão 26 episódios, com 11 minutos cada, em que haverá história, música e conteúdo educativo.



erica