Ultimas
Aguarde..

Executivos da Odebrecht começam a fechar acordos de delação que vão atingir 130 deputados e 20 governadores e ex-governadores

anigif-fgcell


O Globo

Depois de seis meses de complicadas negociações, executivos da Odebrecht começaram a fechar ontem acordos de delação premiada com os procuradores responsáveis pela Operação Lava-Jato, informou ao GLOBO uma fonte ligada ao caso. As delações vão atingir a reputação de mais de 130 deputados, senadores e ministros, e de cerca de 20 governadores e ex-governadores.

Cerca de 50 funcionários da Odebrecht, entre eles o ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht, começaram a negociar contratos de colaboração com procuradores da República em março deste ano. Mais de 25 selaram acordo para contar o que sabem em troca da redução de pena pelos crimes cometidos. Outros investigados ainda estão em negociação. Os procuradores já deixaram claro que só vão fazer acordos com aqueles que, de fato, apresentarem informações novas e relevantes.

Não está claro ainda se entre os acordos fechados está o de Marcelo Odebrecht. Procurado pelo GLOBO, o advogado Theo Dias, que defende Marcelo, disse que não fala sobre o assunto. Na proposta apresentada a Marcelo, os procuradores sugerem que ele cumpra, no mínimo, quatro anos de prisão, como informou ontem o jornal “Folha de S.Paulo”. A Odebrecht terá ainda que ressarcir integralmente os prejuízos aos cofres públicos, conforme cada caso de corrupção investigado ou ainda a ser esmiuçado até o fim da Lava-Jato.



anigif-pizzaria