Ultimas
Aguarde..

Potiguar Renan Barão volta a vencer no UFC

anigif-fgcell


Se não deu um show, Renan Barão pelo menos voltou a vencer. Com uma atuação regular e obediente aos comandos da sua equipe, o ex-campeão dos pesos-galos do UFC bateu o peso-pena americano Phillipe Nover por decisão unânime dos juízes em Brasília (29-28, 29-28 e 30-27), em sua segunda luta na nova divisão - havia perdido para Jeremy Stephens na luta anterior.

- Eu amo o Brasil e luto por essa nação. Eu não escolho adversários e luto com quem o UFC mandar - disse o brasileiro após a luta, que tentou falar em inglês: - Thank you UFC for the "oportunation" - errando a palavra oportunidade, que em no idioma se escreve "opportunity".

A luta
A luta começou com os dois acertando jabs ao mesmo tempo um no outro. Barão tomava mais a iniciativa da luta, e Nover lutava no contra-ataque. Em uma investida do brasileiro, o americano acertou um upper curto de direita e derrubou Barão, que se levantou rapidamente. A luta prosseguiu com os dois se movimentando no centro do octógono, e Barão buscando entrar e sair em velocidade do raio de ação do rival. O americano manteve a postura de atenção e revide até o intervalo.

No segundo round, Barão voltou chutando mais e buscando as combinações de soco e chute para acuar Nover. O americano sentiu e passou a recuar, recebendo uma joelhada no rosto. Mais solto no octógono, o brasileiro começava a assumir o controle da luta, e usava os ataques em velocidade para assumir o controle da luta. Nover não conseguia penetrar na defesa de Barão, que atacava com precisão, principalmente nas investidas do adversário. No fim do round, o brasileiro conseguiu uma queda, mantendo o americano no chão até o intervalo.

Barão voltou para o terceiro round aplicando um jab-direto em Nover, que recuava e evitava a luta aberta. Atendendo às orientações do seu técnico, Dedé Pederneiras, no intervalo, o brasileiro buscou - e conseguiu - derrubar o americano, que levantou-se rapidamente. A luta passou a ser disputada na curta distância, e após alguns golpes, Barão tentou travar Nover na grade, sem sucesso. A 30s do fim, o brasileiro buscou mais uma queda, derrubando Nover e mantendo-o no chão até o fim.
Confira todas as demais lutas do evento:

CARD PRINCIPAL
Renan Barão venceu Phillipe Nover por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Roy Nelson venceu Antônio Pezão por nocaute aos 4m10s do R2
Francisco Massaranduba venceu Paul Felder por interrupção médica aos 2m25s do R3
Eric Spicely venceu Thiago Marreta por finalização aos 2m58s do R1
Godofredo Pepey venceu Mike de La Torre por finalização aos 3m03s do R1

CARD PRELIMINAR
Michel Trator venceu Gilbert Durinho por decisão unânime (triplo 30-27)
Rani Yahya venceu Michinori Tanaka por decisão unânime (triplo 29-28)
Jussier Formiga venceu Dustin Ortiz por decisão unânime (30-27, 29-27 e 29-28)
Erick Silva venceu Luan Chagas por finalização aos 3m57s do R3
Alan Nuguette venceu Steven Ray por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Vicente Luque venceu Hector Urbina por nocaute a 1m do R1
Gregor Gillespie venceu Glaico França por decisão unânime (triplo 29-27)


PEDÃO AUTO