Ultimas
Aguarde..

Policial baleado no Bradesco Ponta Negra não corre risco de morrer

anigif-fgcell


O cabo da Terceira Companhia da Polícia Militar Jota Diniz, baleado durante tentativa de assalto na manhã desta segunda-feira (26), não corre risco de morrer. A informação foi repassada à reportagem pelo terceiro sargento Janildo Arantes, oficial de Operações do 5º Batalhão, que é o responsável pelo policiamento na zona Sul de Natal, local do crime.

O policial foi atingido por cerca de três tiros quando estava nas imediações do Banco Bradesco Ponta Negra. No começo desta tarde, o PM entrou em procedimento cirúrgico no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel.

No primeiro contato com o portalnoar.com, o terceiro sargento Janildo Arante informou que os disparos acertaram a panturrilha, um braço e também a barriga do cabo Diniz. Na segunda vez que atendeu a reportagem, Arantes citou que um dos tiros foi na coxa e não no membro superior, como dito anteriormente.

De acordo com Arantes, o cabo Diniz “estava realizando um depósito na agência do Bradesco aqui da Roberto Freire quando foi surpreendido por quatro meliantes que estavam em duas motos. Uma das motocicletas se evadiu do local e a outra foi deixada. Um dos que estavam nessa foi preso, mas o outro conseguiu escapar”.

Dois criminosos fugiram para a mata usada pelo Exército para treinamentos que fica nas margens da Avenida Engenheiro Roberto Freire. Para Arantes, os suspeitos “devem ficar por lá já que as Forças Armadas realizam atividade durante esta segunda e eles (suspeitos) terão que se esconder”.



online-kaneiro