Ultimas
Aguarde..

Policial acusado de matar advogada Parelhense a pauladas, no interior do RN, tem júri marcado

anigif-fgcell


O policial militar Gleyson Alex de Araújo Galvão, acusado de matar a advogada Vanessa Ricarda de Medeiros, de 37 anos – crime ocorrido na madrugada de 14 de fevereiro de 2013 – já tem data marcada para sentar no banco dos réus.

O júri popular está agendado para as 9h do dia 8 de novembro, no fórum de Santo Antônio, cidade distante 70 quilômetros de Natal.

Ex-namorada do PM, Vanessa foi espancada a pauladas dentro de um motel da cidade. A violência chocou o Rio Grande do Norte. Verbena Rúbia, uma das irmãs de Vanessa Ricarda, falou com o G1 assim que ficou sabendo da data do julgamento do PM.

“Todos os dias consulto esse processo. Quando vi, senti uma dor forte no peito. Finalmente essa data foi definida. Agora, nos sentimos aliviados em saber que a Justiça vai ser feita e que ele finalmente vai para o tribunal pagar o que fez com nossa família e com a minha irmã, porque essa dor vamos carregar para o resto de nossas vidas”, declarou.

De acordo com a acusação, Gleyson Galvão ficou chateado com o fato de a advogada ter se recusado a fazer sexo com ele na frente de uma outra pessoa.
“Assim, ele atacou a vítima de surpresa, desferindo pauladas em sua cabeça”, relata a denúncia feita pelo Ministério Público.

Ainda de acordo com o MP, “ficou evidenciado o motivo fútil, a utilização de meio cruel e a utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima como qualificadoras do crime de homicídio”.

Por várias vezes a defesa do réu tentou colocá-lo em liberdade, alegando problemas mentais. Contudo, os pedidos foram negados pelo juiz Ederson Batista de Morais.

Para o magistrado, o quadro de insanidade não foi comprovado.

Gleyson tem 36 anos. Detido em flagrante no dia do crime, atualmente encontra-se no Presídio Militar, carceragem que fica dentro do terreno onde funciona o quartel do Bope, a cavalaria e o canil da PM, na Zona Norte de Natal.

G1 RN


erica