Ultimas
Aguarde..

Omissão de malefícios do açúcar foi patrocinada pela indústria alimentícia, diz pesquisa

anigif-fgcell


A fim de promover o consumo de açúcar, a indústria de produtos industrializados omitiu, durante muitos anos, os malefícios da substância. De acordo com análise publicada na revista científica Jama Internal Medicine, pelo menos uma pesquisa científica foi encomendada com esse intuito.

Documentos internos da indústria de alimentos entre 1950 e 2000 mostram um esforço internacional em ocultar os efeitos danosos do açúcar e destacar o perigo do consumo de gorduras.

De acordo com o estudo, em 1967, um grupo formado por empresários chamado Sugar Research Foundation financiou uma pesquisa de cientistas de Harvard que negava que o açúcar poderia causar doenças cardíacas. O texto apontava ainda erros em análises anteriores sobre malefícios da substância.

“Foi uma iniciativa muito esperta da indústria, porque os papers científicos, especialmente se forem publicados em revistas [científicas] muito proeminentes, tendem a guiar a discussão científica em geral", afirmou Stanton Glantz, autor da análise, ao The New York Times.


Ao jornal, a Sugar Association afirmou que quando o estudo foi publicado na década de 1960 não havia uma demanda por transparência sobre o financiamento da pesquisa. A entidade disse ainda que décadas de pesquisas concluíram que o açúcar não é o único responsável pelas doenças do coração.

Outro defensor da tese é o autor da série “Cooked”, da Netflix, e de livros sobre alimentação, o jornalista e acadêmico Michael Pollan.

“O aumento no consumo de açúcar é, por si só, responsável pela epidemia de obesidade e diabetes [nos EUA]”, afirmou, em entrevista ao jornal The New York Times em 2011.

Nesse processo, ele destaca o papel da propaganda da indústria alimentícia que, segundo ele, demonizou por muitos anos o consumo de gordura enquanto promovia o açúcar.

No documentário Fed Up, é defendida uma regulação de anúncios publicitários de produtos com alto nível de açúcar, assim como acontece com o cigarro.

Malefícios

Por ser metabolizado muito rapidamente, o açúcar refinado é armazenado como gordura no corpo, caso não seja queimado.

O excesso da substância pode ainda levar à diabetes. Isso porque o consumo em quantidades elevadas causa resistência à insulina, hormônio que processa a glicose no sangue para transformá-la em energia.