Ultimas
Aguarde..

Direção de hospital público do RN proíbe servidores de acessar internet

anigif-fgcell


João Ricardo Correia

Agora vai! O Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos, em Natal, que sofre com a falta de vigilantes, de médicos, que dias atrás passou um mês acumulando o lixo em suas dependências – porque o Governo do Estado não pagava a empresa que faz a coleta -, parece ter encontrado uma forma de resolver tudo. Ou de, pelos menos, tentar impedir que as desgraças que acontecem ali sejam repassadas, via internet. Os servidores do setor de enfermagem estão proibidos, desde o dia 5 passado, de acessar a rede mundial de computadores, mesmo sendo eles que pagam pelo serviço.

O anúncio do feito é do diretor administrativo do Hospital, Graciliano Antão de Sena Neto, cumprindo, segundo a Comunicação Interna 020/2016-DG, determinação da “atual Direção Geral”. Ainda bem! Só faltava Antão querer cumprir ordem das direções passadas e/ou futuras!

Extraoficialmente, o Portal Companhia da Notícia tomou conhecimento que a direção do Hospital Ruy Pereira estaria “chateada” com a divulgação de episódios provocados pela incompetência governamental naquela unidade. Alguns “assessores para assuntos aleatórios” dos senhores diretores teriam informado que as notícias sempre partiam do Setor de Enfermagem, daí a decisão de proibir o acesso à conexão por meio da rede Wi-Fi. Mais: alguns servidores estariam usando as redes sociais no horário do expediente, o que estaria comprometendo o serviço.


Mas, então, qual o motivo de penalizar todos? Falta competência para identificar os que, por ventura, estariam sendo relapsos e irresponsáveis? E o acesso nos outros setores também foi proibido? Os diretores continuam acessando livremente? Estaria caracterizada uma discriminação?!

Num Estado que paga os salários atrasados; que os hospitais, de acordo com diversas publicações na imprensa, vivem o caos; que a insegurança está em alta; seria essa a atitude mais acertada?

O que será que o governador Robinson Faria pensa disso? Está de acordo? Logo ele, que adora postar tudo que faz na internet! Será que o Governo do RN acha que somente servidores do Hospital Ruy Pereira denunciam as mazelas?! E somente o pessoal do setor de enfermagem? Diante das safadezas patrocinadas pelos sistemas políticos corrompidos e comprometidos somente com as alianças das próximas eleições, a internet virou uma arma em prol da cidadania. Bem usada, essa ferramenta torna transparente o que até há alguns anos ficava sob os pés dos poderosos. E essa liberdade virou um terror aos administradores públicos desastrosos .

Pois é. Apesar da proibição de Graciliano Antão, tive acesso ao documento assinado por ele. E chegou, claro, pela internet!


anigif-BANNER