Ultimas
Aguarde..

Corpo de mulher encontrado na zona rural do município de Mossoró é mesmo de Valéria Patrícia

anigif-fgcell


O mistério envolvendo o desaparecimento da estudante de enfermagem Valeria Patrícia de Medeiros de 19 anos de idade, parece que chegou ao fim com um desfecho lamentável.

A jovem desapareceu no início da tarde do último domingo 11 de setembro, após sair de casa, para fazer limpeza em uma nova residência comprada pela família no bairro Sumaré em Mossoró no Oeste Potiguar.

A moto da jovem foi encontrada pela Polícia Militar três horas depois do sumiço dela e estava abandonada nas proximidades do Motel Havana, na região do Papôco.

Na manhã desta quinta feira 15 de setembro um corpo de uma mulher foi encontrado em um matagal no assentamento Frei Damião localizado as margens da BR 110 sentido Upanema na zona rural de Mossoró.

O corpo que já estava em estado de putrefação, apresentava sinais de violência e foi encontrado por um carroceiro que passava nas imediações e ao perceber a presença de urubus ficou curioso e saiu a procura de algo.

Após caminhar pelo mato avistou o cadáver e acionou a Policia Militar, que enviou a guarnição da ROCAM para o local, onde fez o isolamento do corpo até a chegada da Polícia Civil e da equipe do ITEP.

Os delegados José Vieira da Primeira Distrital, que investigava o sumiço de Valéria Patrícia ocorrido no último domingo dia 11 e Rafael Arraes da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) estiveram no local acompanhando o trabalho da perícia técnica.

Os dois delegados foram cautelosos e não confirmaram que o corpo seria de Valéria Patrícia, mas também não descartaram a possibilidade de se mesmo o da jovem.

Já o perito criminal Joaquim Guimarães informou aos jornalistas que não tem dúvida de que o corpo é mesmo da jovem Valéria Patrícia de 19 anos que estava desaparecida.

O perito confirmou também que a jovem não foi morta no local onde o corpo encontrado. Segundo Joaquim Guimarães a jovem foi morta em outro local e seu corpo abandonado no matagal. A perícia se baseia nas marcas de arrastos encontradas no corpo da vítima.

Ainda de acordo com a perícia criminal, a jovem foi morta por estrangulamento e teve o pescoço quebrado e que possivelmente a vítima lutou para não ser morta.

O corpo foi removido para a sede do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para que os familiares, que já reconheceram como sendo de Valéria Patrícia, providencie o sepultamento.

Com o assassinato de Valéria Patrícia, a cidade de Mossoró chega aos 162 homicídios no ano de 2016. O caso que vinha sendo investigado pela Primeira Delegacia de Polícia, passa para responsabilidade da Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP). Ainda não há informações sobre uma possível identidade do responsável pelo crime.


anigif-fta-popular