Ultimas
Aguarde..

Com dois gols de Gabriel Jesus, Brasil vence Equador por 3 a 0 e quebra tabu de 33 anos

anigif-fgcell

Quem é a altitude contra Jesus? Segure o ímpeto dos trocadilhos para entender como o atacante de 19 anos passou por cima do zagueiro Mina e sua pinta de personagem de série medieval, de 2,850 metros de altura e da pressão de estrear aos 19 anos na seleção principal. Neymar bateu com maestria o pênalti sofrido pelo garoto de ouro, e depois o viu fazer dois gols de pura categoria, que colocaram fim num tabu de 33 anos. Brasil 3x0 Equador. Baita estreia de Tite, que, com um futebol coletivo, firme defensivamente e de estímulo ao talento dos atacantes, leva a equipe de volta aos cinco primeiros lugares. Jesus está mais perto do céu.

PRIMEIRO TEMPO
O Equador pressionou a saída de bola do brasil no início e causou problemas. Jefferson Montero voou pela esquerda sobre Daniel Alves e Casemiro, e se não fosse o bom posicionamento de Miranda, o placar poderia ter sido aberto. Os equatorianos só sofreram quando roubaram a bola no campo de ataque. No mais, o Brasil teve uma fluência de jogo melhor, apesar de as triangulações que Tite tanto espera só terem saído até a intermediária. Daí para frente, nada de muito produtivo aconteceu. Gabriel Jesus, Willian, Renato Augusto e Paulinho tentaram chutes de longe, sem sucesso.

SEGUNDO TEMPO
Ponto para Fábio Mahseredjian, preparador físico que garantiu: vale a pena chegar a Quito quatro dias antes do jogo. A altitude fez mais mal ao Equador, enquanto Neymar, Gabriel Jesus e Philippe Coutinho, que entrou muito bem no lugar de Willian, passaram por cima dos marcadores. Na defesa, atuações irrepreensíveis de Marquinhos, Miranda e Casemiro. Bem posicionado e firme, o trio cortou por cima e por baixo as investidas equatorianas. Num lançamento aparentemente despretensioso, Jesus acreditou, ganhou de Mina e foi derrubado. Neymar bateu e fez 1 a 0. Depois, o camisa 9, estreante, completou cruzamento de Marcelo e colocou com carinho a bola no canto esquerdo de Domínguez. Virou passeio!

Veja como foi

anigif-fta-popular