Ultimas
Aguarde..

7 em cada 10 crianças que precisam de cirurgia no coração morrem no RN

anigif-fgcell


De cada dez crianças com problemas do coração que precisam de cirurgia no Rio Grande do Norte, apenas três conseguem operação. As outras sete morrerm. É o que afirma a Associação dos Amigos do Coração da Criança (Amigo), organização não governamental que oferece atendimento a crianças no estado.

Ainda segundo a associação, os dados se aplicam a crianças que, com as cirurgias, teriam 90% de chances de recuperação. No entanto, sem o devido procedimento, as crianças acabam morrendo em decorrência das doenças.

Por ano, cerca de 150 crianças com doenças no coração são operadas no RN. Atualmente, 50 estão na fila para conseguir uma cirurgia. No entanto, a cooperativa médica que faz o procedimento pelo SUS paralisou os serviços há 40 dias por falta de pagamento. De acordo com a Coopmed, o pagamento aos médicos está atrasado há seis meses e o valor da dívida já é de mais de R$ 4 milhões.

Na manhã desta quarta-feira (14), o presidente da Amico, José Madson Vidal, participou de reunião na Assembleia Legislativa para cobrar dos deputados apoio à causa. O médico definiu a situação como "barbárie" e afirmou que as crianças estão "morrendo à míngua".

"É uma situação cruel, dolorosa, de sofrimento. É para classificar uma sociedade de bárbara, de chegar a uma situação dessa, em que as crianças estão em uma situação completamente desassistida. A gente faz um apelo a todos os poderes institucionais desse estado: Executivo, Legislativo e Judiciário, que não deixem nossas crianças morrerem à míngua. Porque elas estão morrendo à míngua, com a completa desassistência das nossas autoridades institucionais do estado do RN", disse Vidal.

G1


anigif-fta-popular