Ultimas
Aguarde..

Vice-ministro da Bolívia é sequestrado e morto a pauladas durante protesto

anigif-fgcell

O ministro do Interior da Bolívia, Carlos Romero, confirmou no início da madrugada desta sexta-feira (26) que o vice-ministro do Interior, Rodolfo Illanes, foi “covarde e brutalmente assassinado” após ser sequestrado na quinta (25) por mineiros em Panduro, interior do país, durante protestos da categoria. Ele teria sido morto a pauladas, informam as agências internacionais de notícias.

“Estamos resolvendo as questões necessárias para que nos entreguem o corpo do doutor Illanes. Temos um profundo pesar e solidariedade com a dor da família”, disse Romero, em declaração aos veículos de imprensa no Palácio de Governo.

Illanes estava no local do protesto, em Panduro, tentando uma aproximação com os mineiros que se mantêm entrincheirados nas montanhas, segundo a versão oficial, após bloquearem estradas por três dias.

A polícia boliviana deteve mais de 100 mineiros que participavam dos bloqueios.

O ministro da Defesa, Reymi Ferreira, disse à rede de TV Red Uno que não deixará o crime impune.

O clima de tensão piorou na Bolívia, nesta quinta, com estradas ocupadas por mineiros em meio à morte de um “piqueteiro”.

Na quarta (24), Panduro foi palco de confrontos entre mineiros e policiais.

Exigências
Os mineiros, que estão agrupados em cooperativas privadas, tomaram as estradas na segunda-feira (22), exigindo a libertação de dez detidos. Eles também exigem negociar diretamente com o presidente Evo Morales.

Segundo Romero, os mineiros do setor cooperativo pressionam para alugar suas concessões mineradoras para empresas privadas, ou estrangeiras, uma ação proibida pela Constituição.

Confrontos
Até o meio-dia de quinta, havia confrontos esporádicos em Sayari, Cochabamba (centro). Estradas estão cheias de pedras e escombros. Dois mineiros morreram em estradas de Cochabamba, segundo a Federação Nacional de Cooperativas de Mineiros (Fencomin). Já o governo anunciou um morto.


anigif-fta-popular