Ultimas
Aguarde..

Uber chega a Natal enfrentando rejeição política e dos taxistas

anigif-fgcell

Por Novo Jornal

O serviço de “carona remunerada” Uber pode ser impedido de entrar em funcionamento em Natal antes mesmo de ser lançado oficialmente na cidade. Tramitam pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal três Projetos de Lei que solicitam o veto da permissividade de operação da empresa na capital potiguar.

A Procuradoria Legislativa está analisando a legalidade das propostas e deve apresentar o seu parecer no início da próxima semana. De acordo com o presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara, Felipe Alves, relator do PL, apenas depois dessa avaliação da Procuradoria é que a discussão sobre o tema entrará na pauta do legislativo municipal.

Um dos três projetos foi enviado a casa pelo prefeito Carlos Eduardo Alves. Os outros dois são de autoria dos vereadores Adão Eridan e Dagó. Todas as propostas estão direcionadas a impedir o funcionamento do aplicativo na cidade, partindo do pré-suposto de que o Uber criaria uma concorrência desleal com os taxistas que operam no município.

“Acredito que esse projeto seja de interesse público e precise ser avaliado com cautela exigida. Não podemos excluir a possibilidade da população usufruir desse serviço, mas também não podemos permitir a concorrência desleal entre Uber e taxistas”, avaliou Felipe Alves.

Ainda não há uma previsão de quando a discussão sobre a Uber entrará em debate no plenário da Câmara dos Vereadores. Felipe Alves, contudo, avalia que a pauta precisa ser apreciada com urgência pela casa. “Temos a informação que a empresa tem sondado motoristas em Natal e acreditamos que em breve ela deve começar a atuar na cidade”, disse Alves.



anigif-fta-popular