Ultimas
Aguarde..

‘The New York Times’ critica biscoito: ‘Sem gosto, assim como a culinária carioca’

anigif-fgcell





O jornal americano The New York Times publicou no último sábado (13) uma reportagem sobre os Biscoitos Globo, tradicionais no Rio de Janeiro. Após conhecer a fábrica e provar o petisco, o jornalista David Segal, autor da matéria, afirma que é um alimento “sem gosto”, “símbolo perfeito do Rio – uma cidade em que o cenário de restaurantes é ‘meh’”.

O texto descreve os biscoitos como “ar transformado em bolacha, em forma de anel”. “Coloque um na sua boca e será como se seus dentes estivessem em uma festa para a qual sua língua não foi convidada”, afirma a reportagem. São mencionados depoimentos de vários brasileiros que apreciam o ícone carioca – e em todos os casos, o jornalista faz questão de enfatizar que ninguém foi capaz de definir o sabor do biscoito.

As críticas não se restringem a este alimento e se estendem à culinária carioca em geral. O autor da matéria faz algumas ressalvas: diz que existem excelentes lojas de suco, carrinhos de churros e alguns restaurantes elogiados, além de churrascarias onde é possível comer à vontade.

Mas boas opções não são encontradas facilmente, afirma a reportagem. É mais possível que o turista se depare com “uma pizzaria abaixo do padrão ou um restaurante com nigiris de tamanho menor que o comum”. David Segal também critica os estabelecimentos de self-service por quilo: são buffets “de variedade deprimente”, que misturam salada, macarrão e sushi, além de frango, carne e salsicha – e raramente com ingredientes frescos.

De acordo com a matéria, os revendedores de Biscoitos Globo compram 50 sacos do produto por R$ 15 e os vendem pelo dobro ou triplo do preço. O jornalista explica quais são os ingredientes: polvilho, água, gordura de coco, leite, sal e açúcar – usados para preparar os biscoitos em uma cozinha “antiquada”.

A avaliação negativa da culinária carioca é um “segredo infeliz” do Rio de Janeiro, define o The New York Times.


artesenovidades