Ultimas
Aguarde..

Revoltados, presos espancam homem acusado do bárbaro assassinato de duas irmãs em São Bento – PB

anigif-fgcell

José Valdemir de Sousa, acusado de um duplo-homicídio contra duas jovens, não foi bem recepcionado no presídio de Catolé do Rocha – PB.Revoltados, presos espancam homem acusado do bárbaro assassinato de duas irmãs em São Bento – PB

O principal suspeito do bárbaro assassinato de duas irmãs, na cidade de São Bento, Sertão paraibano, a 395 km de João Pessoa, foi agredido por outros apenados ao chegar ao Presídio Manoel Gomes da Silva, em Catolé do Rocha, também no sertão, onde deverá permanecer à disposição da Justiça.

José Valdemir de Sousa, o “Nego de Mariosa”, é acusado de ter assassinado as ex-cunhadas Rosilene Souto da Silva, de 36 anos, e a sua irmã, Edilene Souto da Silva, de 34. Ele invadiu a residência das vítimas, e desferiu vários golpes de faca peixeira. Após o crime, Valdemir fugiu, e ficou quatro dias escondido em um sítio da zona rural de Catolé do Rocha, sendo localizado e preso pela Polícia Militar, no início da noite desta terça-feira (09).

Quando os outros presos descobriram o motivo da prisão, começaram a agredi-lo, por pouco o acusado não foi linchado, graças aos agentes penitenciários que interferiram.

Valdemir e os envolvidos nas agressões foram conduzidos para a 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Catolé do Rocha, e em seguida, retornaram para a unidade penitenciária.

De acordo com a Polícia, Valdemir confessou o crime, e disse ter cometido os homicídios em virtude de sua recente separação, justificando que os praticou em um momento de raiva, pois o mesmo teria discutido com as vítimas minuto antes do fato.

FONTE: São Bento Online

PEDÃO AUTO