Ultimas
Aguarde..

Projeto resgata acervo do fotógrafo caicoense José Ezelino

anigif-fgcell

Em comemoração ao Dia do Fotógrafo, celebrado em 19 de agosto, o cemitério e crematório Morada da Paz anuncia o patrocínio de um projeto cultural que pretende resgatar a memória e a obra de um dos fotógrafos mais revolucionários do Rio Grande do Norte: o caicoense José Ezelino.

O projeto é da professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Almeida, que está finalizando o livro “Quando a pele incendeia a memória”, sobre a obra de José Ezelino, e agora poderá levar o projeto à frente graças ao apoio confirmado pelo Morada da Paz.

José Ezelino nasceu no século 19, na cidade de Caicó, em plena região do Seridó Potiguar. Filho de pais escravos, conseguiu a façanha de retratar a si e aos seus familiares usando a mesma linha estética das famílias de alta classe da região Sudeste do Brasil e dos países europeus colonizadores. Tudo era produção própria: figurino, direção, cenários e captação.

Isso sem nunca ter tido acesso a nenhum tipo de referência, pois sua viagem mais longa foi à cidade do Recife (PE). Não existe nenhum registro fotográfico semelhante ao de José Ezelino no Brasil. A maioria dos registros é da população negra retratada como vendedores de ruas ou como trabalhadores de baixo escalão. Além dos registros familiares, José Ezelino produziu um vasto material da cidade de Caicó e demais regiões do Seridó. Infelizmente, muitas destas fotos foram perdidas ao longo dos anos.

“Ficamos encantados com a proposta e não hesitamos em poder contribuir. Sempre fazemos questão de apoiar projetos que valorizam e resgatam a memória do povo potiguar, porque acreditamos que essa também é a nossa missão: preservar a história das pessoas”, declarou o diretor do Grupo Vila, Eduardo Vila, conta ficou sabendo do projeto por meio de reportagem publicada na imprensa.

Além do lançamento do livro “Quando a pele incendeia a memória”, a proposta é desenvolver uma exposição itinerante, além de lançar o site do projeto com edição online do livro.


anigif-fta-popular