Ultimas
Aguarde..

'NYT' diz que espírito olímpico do brasileiro é de raiva, ansiedade e indiferença

anigif-fgcell

Matéria publicada pelo jornal norte-americano The New York Times nesta quinta-feira (4) conta como os brasileiros se sentem com relação às Olimpíadas. Primeiro tem o sentimento de raiva, muito bem representado com os protestos que tentaram atrapalhar a passagem da tocha em sua chegada ao Rio, que recebeu pedras e baldes de água, precisando de um reforço da segurança para não ser atingida.

O NYT fala que depois tem a ansiedade. Após a prisão de um grupo de homens que estavam supostamente tramando um ataque terrorista existe um clima de tensão pulsante na cidade. Será que vai acontecer alguma coisa? Todos ficam sem saber onde ir. Será seguro ir aos jogos? Essa é a pergunta que cada brasileiro fica martelando em sua cabeça.

E por último vemos a indiferença. O jornal norte-americano diz que m número considerável de quartos de hotel permanecem sem reservas, forçando os agentes de viagens a cortar taxas em uma tentativa desesperada para atrair os brasileiros.

"Só de pensar nos Jogos Olímpicos fico revoltada", disse Ana Caroline Joia da Souza, 21 anos, vendedora ambulante de doces. "Nossos políticos querem enganar o mundo com coisas que eles pensam são importantes para nós. Bem, deixa os estrangeiros enxergarem por si mesmos a sujeira em que vivemos, e o dinheiro roubado de nossos líderes".

É uma espécie de ritual nos países que acolhem os Jogos Olímpicos se envolver em uma atmosfera de paz e harmonia na véspera dos Jogos, comenta o New York Times. Mas no Brasil é diferente. Quase dois terços dos brasileiros - 63 por cento - acha que sediar os Jogos Olímpicos vai prejudicar o país, de acordo com uma pesquisa recente da empresa de pesquisas Datafolha. Apenas 16 por cento disseram que estavam entusiasmados com os Jogos, enquanto 51 por cento se consideram indiferentes.

O clima sombrio atual é bem diferente do entusiasmo mostrado em 2009, quando o Rio ganhou a chance de sediar os Jogos Olímpicos. No momento as Olimpíadas estão acontecendo enquanto o país passa por uma angustiante recessão. Além da crise econômica existe a devastadora crise política, com o escândalo da Petrobras, corrupção e o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A instabilidade é grande, completa o The New York Times.

A preparação para os Jogos Olímpicos foi marcada por uma lista tão longa e variada de fiascos, desde protestos contra os despejos forçados na região próxima a Vila Olímpica a reclamações sobre os roubos e desastres com encanamento nas acomodações dos atletas.

Jornal do Brasil

online-kaneiro