Ultimas
Aguarde..

Nadadores dos EUA são vaiados na saída de delegacia no Leblon, Rio

anigif-fgcell

Os nadadores americanos Gunnar Bentz e Jack Conger foram vaiados ao deixar a Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat), no Leblon, Zona Sul do Rio, por volta das 17h50 desta quinta-feira (18).

Os dois prestaram esclarecimentos sobre o suposto assalto de que teriam sido vítimas, na madrugada de domingo, em companhia dos também nadadores Ryan Lochte e James Feigen. Em entrevista coletiva, também nesta quinta-feira, o chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, afirmou que um dos atletas confirmou não ter havido assalto em seu depoimento.

Em seu depoimento, Bentz e Conger e deram versão diferente da relatada por Lochte e Feigen, que depuseram no domingo e falaram ter sido roubados. Os dois disseram que a história foi inventada por Lochte.

A presença dos americanos atraiu muitos curiosos à sede da Deat, e um deles chegou a ter a orelha puxada quando se dirigia ao carro para deixar o local, enquanto outros vaiavam e gritavam para que os atletas pedissem desculpas por ter mentido.

A polícia do Rio concedeu entrevista coletiva sobre o caso envolvendo quatro nadadores norte-americanos. Segundo o chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, um dos dois atletas que prestaram depoimento nesta quinta, Gunnar Bentz ou Jack Conger – Veloso não soube precisar qual dos dois –, confirmou a conclusão da polícia, de que não houve assalto, mas uma confusão no posto de gasolina.

Segundo Veloso, as responsabilidades de cada um serão analisadas antes de concluir se eles vão responder criminalmente. O chefe da Polícia Civil disse que ainda não é possível afirmar de que crimes os atletas podem ser acusados e disse que eles provocaram “atos de vandalismo” no banheiro do posto.

G1/RJ


artesenovidades