Ultimas
Aguarde..

Disputa por comando de facção pode ter motivado mortes em Alcaçuz

anigif-fgcell

Ainda não há confirmação sobre os motivos das mortes de três presos na manhã desta terça-feira (9), na Penitenciária de Alcaçuz. Segundo a direção da unidade, uma das hipóteses é a disputa dos detentos pela liderança do Sindicato do Crime do RN, facção que ordenou os ataques ocorridos na última semana no estado. De acordo com relatos do local, os três detentos mortos pertenciam à facção.

De acordo com Ivo Freire, diretor de Alcaçuz, os crimes ocorreram no início da manhã. "Fomos informados pelos detentos de que havia presos feridos e quando abrimos o pavilhão, um deles saiu esfaqueado. Acionamos o Samu, que ao chegar aqui confirmou a morte de três e socorreu o quarto preso", disse ele.

Ainda segundo o diretor de Alcaçuz, além da possibilidade de uma disputa pela liderança da facção dentro do pavilhão 1 de Alcaçuz, também há a hipótese de confronto com outros detentos que não participam do grupo.

Adriano AbreuDiretor de Alcaçuz, Ivo Freire, disse que os próprios presos informaram sobre mortesDiretor de Alcaçuz, Ivo Freire, disse que os próprios presos informaram sobre mortes

"É uma hipótese (briga por liderança), uma vez que esta liderança foi espalhada. Outra possibilidade é a de discussão entre presos desta facção com aqueles que estão no pavilhão e não tem ligação com nenhuma organização criminosa, a chamada massa", detalhou.

A investigação será conduzida pela Delegacia de Polícia Civil de Nísia Floresta. De acordo com o delegado Elói Carvalho, o preso que sobreviveu deverá ser ouvido nos próximos dias. "Tentamos falar com ele no hospital, mas o detento não tinha condições. O depoimento dele é a chave para entendermos o que aconteceu aqui", afirmou.

Dos três mortos, foram confirmadas as identidades de Luciano Cunha Gomes, conhecido como "Japão", e Alexsandro Barros de Andrade.

Tribuna do Norte

online-kaneiro