sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Governadora garante saneamento de 77% de Caicó e assina ordem de serviço para construção de adutora


Informações do Blog de Mracos Dantas - A Governadora Rosalba Ciarlini esteve na manhã desta sexta-feira (27) na cidade de Caicó, na Câmara Municipal, onde assinou duas importantes ordens de serviços para realização de obras de água e esgotamento na cidade. A chefe do Executivo Potiguar esteve acompanhada do Diretor-Presidente da Caern, Yuri Tasso, do prefeito do município, Roberto Germano, e do presidente da Câmara Municipal, Raimundo Inácio Filho (Lobão). Os investimentos realizados em Caicó somam mais de R$ 115 milhões e trarão melhorias na qualidade de vida dos habitantes.

Antes da assinatura oficial, o diretor de projetos da Caern, Josildo Lorenzo, realizou uma apresentação explicativa sobre que será executado. Segundo ele, o projeto de abastecimento inclui a ampliação em 32 km da adutora Manoel Torres, com construção de quatro reservatórios de água, implantação de dez mil metros de subadutoras, totalizando um fornecimento de 2.600 m³/hora. “Essa ampliação, além de atender Timbaúba dos Batistas e São Fernando, vai ainda conseguir fornecer 91m³ de água para Serra Negra, que é um município que sofre com o problema de desabastecimento”, pontuou Josildo Lorenzo. O investimento nesse projeto é da ordem de R$ 60 milhões, e com essa obra Caicó será independente do Itans e do rio Seridó. Ao final da execução, vão estar garantidos abastecimento de qualidade e segurança hídrica pelos próximos 20 anos.

Sobre o projeto de saneamento, Lorenzo afirmou que a obra também garantirá o atendimento à projeção populacional para até 2030, com a execução de 2.150 ligações. O saneamento chegará a 77% da cidade, com esgoto coletado e tratado adequadamente. A ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário da zona norte de Caicó, conta com um investimento de R$ 29,8 milhões. Para o prefeito da cidade, Roberto Germano, o abastecimento de água é a garantia de mais investimentos, de mais emprego, de mais renda. “A partir de agora vamos ver o nosso Distrito Industrial funcionando e a construção civil também crescendo nessa cidade. Esses projetos representam também mais saúde. Por isso, muito obrigado por esse dia, Governadora Rosalba Ciarlini, esse é um dia especial para o município de Caicó”, finalizou.

Caicó tem atualmente apenas 9% dos esgotos tratados

Da população total de 64 mil pessoas, apenas 9% dos esgotos recebem coleta e tratamento. Os 91% restantes são coletados e despejados principalmente nos rios Barra Nova e Seridó, ou mantidos em fossas dos imóveis. Ainda estiveram presentes no ato da assinatura os secretários de Assuntos Fundiários, Rodrigo Fernandes; o adjunto de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Torquato; de Comunicação Social, Paulo Araújo; além do prefeito de São Fernando, Genilson Maia e a suplente de senadora, Ivonete Dantas.

Duplicação da Adutora Manoel Torres vai proporcionar água para Caicó e região

Com a duplicação, mesmo que o açude Itans entre em colapso, será garantida água de boa qualidade para a região. O projeto tem investimento de R$ 59,4 milhões do PAC Semi-Árido (Ministério das Cidades/OGU) e também vai ampliar a rede de distribuição de água, com previsão de conclusão em dois anos. A estrutura atual de captação do Sistema Manoel Torres e a Estação de Tratamento de Água (ETA) passarão a atender exclusivamente Jardim de Piranhas. As cidades de São Fernando, Timbaúba dos Batistas, Serra Negra e Caicó vão receber água da nova estrutura de adutora, transportando a água para tratamento na ETA de cada uma das cidades.

Especificamente para Caicó será ampliada a ETA do Itans. O Governo Federal, junto com o Governo do Estado, Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) e da Caixa Econômica Federal, está investindo nesta alternativa de abastecimento que vai garantir água para a população caicoense, que hoje é de aproximadamente 64 mil pessoas. A obra será mais do que bem-vinda: há mais de dois anos não chove o suficiente para repor o açude Itans (barragem Rio Barra Nova), principal fonte de água da cidade. O sistema opera no limite, mesmo complementado pelo rio Seridó, também vítima da estiagem. A segunda opção, o sistema adutor Manoel Torres (captação do Rio Piranhas-Açu), está garantindo a relativa normalidade no abastecimento da cidade, mas também requer atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário