sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Empresa americana irá usar células reais de fígado para imprimir fígado humano em 3D



Parte da impressão 3D do órgão explicada em vídeo da Organovo. Foto: Reprodução

SAN DIEGO, CALIFÓRNIA - Em 2014, o uso da tecnologia de impressão 3D vai ganhar ainda mais impulso. Segundo a empresa americana Organovo, seus laboratórios vão imprimir um fígado humano em 3D no próximo ano.

O processo usa células reais do fígado, impressas em camada após camada, até formar o órgão. O maior desafio no método de “bioimpressão”, dizem os pesquisadores, é prover a irrigação de sangue e nutrientes para um órgão criado do zero. Mas eles dizem ter conseguido recriar essa alimentação, ao menos em parte.

O fígado 3D ainda não servirá para transplantes, mas poderá ser objeto de pesquisas e testes com novos remédios, segundo Mike Renard, vice-presidente de Operações Comerciais da Organovo. A ideia da empresa é justamente vender a bioimpressora 3D para laboratórios farmacêuticos, a fim de lhes poupar bilhões de dólares em testes com novos medicamentos. Atualmente, o desenvolvimento de um novo remédio custa em média US$ 1,3 bilhão.

O Globo






Nenhum comentário:

Postar um comentário